Blog do Deco Bancillon

As polêmicas (sem fim) sobre os testes de Covid de Bolsonaro

Após ter se negado a divulgar exames, ter chamado a doença de gripezinha e ter dito que “provavelmente” já teria pegado o vírus, presidente convoca a imprensa para anunciar ter sido infectado. Mas a pergunta que fica é: se estava saudável antes, por que insistia em esconder exames?

Após ter sentido febre e mal estar, o presidente fez exames e revelou ter sido contaminado pelo coronavírus. É um resultado esperado para quem se recusava a usar máscara, participava de aglomerações e estimulava a desobediência civil às medidas de isolamento social. Mas a pergunta que fica é: se só agora contraiu a Covid-19, por que Bolsonaro escondeu por tanto tempo os exames que fez ainda em março, quando boa parte da comitiva presencial que o acompanhou em viagem aos EUA testou positivo para o vírus? Apenas lembrando que são três perguntas que ainda faltam ser respondidas mesmo após o STF ter determinado que Bolsonaro apresentasse os exames feitos ainda em março.

São elas:

1) por que o terceiro exame que Bolsonaro apresentou, feito pela Fiocruz, aparece apenas a indicação de “paciente nº 5, sem qualquer dado pessoal do presidente Bolsonaro?”

2) por que Bolsonaro demorou dois meses para divulgar os resultados, se estes deram negativo?

3) por que o presidente teria dito, na reunião ministerial, que não aceitaria a hipótese de impeachment por causa de “uma porcaria de exame de Covid”, se esses também seriam negativos?

Confira no canal #EagoraBrasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.