Blog do Deco Bancillon

Como Elon Musk revolucionou o termo inovação e o que você também pode fazer

Dono de uma das maiores fortunas do mundo, Musk desbravou mercado de compras online quando todos tinham medo de comprar pela web, torrou bilhões de dólares para lançar foguetes em órbita e apostou no carro elétrico como futuro da indústria

WLADIMIR D’ANDRADE* | SÃO PAULO

Neste mês, a montadora de veículos elétricos Tesla entrou para o índice de ações S&P500 como a sexta maior companhia da bolsa norte-americana, atrás apenas das big techs Google, Apple, Amazon, Facebook e Microsoft. Ela vale algo como US$ 650 bilhões, mais que o valor somado de Ford, GM, Volkswagen, Toyota, Honda e BMW. E a Tesla alcançou este patamar com a expectativa de terminar o ano com menos de 500 mil carros fabricados, um volume mínimo comparado às tradicionais marcas – Toyota e VW entregam cerca de 10 milhões de unidades cada e a GM, 7 milhões.

Analistas enxergam na Tesla o futuro das montadoras porque ela entrega um novo padrão de produtos do setor. Carros elétricos representam uma revolução assim como o iPhone foi para a indústria de celulares, e a Tesla é quem vai liderar o mercado automotivo. Esse ponto explica boa parte do sucesso, mas quero chamar a sua atenção, leitor, para outro fator que leva a empresa a valer tanto: o seu próprio dono, Elon Musk.

Tudo começou com a visão de Musk em desafiar o mercado e quebrar a hegemonia do motor a combustão. Foi ele que juntou entusiastas de carros elétricos, encontrou brilhantes engenheiros, convenceu investidores de que o futuro pertence aos veículos movidos a baterias que se carregam em tomadas. E assim liderou a banda para criar carros com motor elétrico próprio da marca, design atraente e a custos compatíveis com o orçamento de famílias de classe média.

História semelhante têm as outras empresas inovadoras de Elon Musk. Ele desafiou os meios de pagamento ao oferecer soluções pela web quando o mundo inteiro tinha medo de comprar pela internet (PayPal). Colocou a sua fortuna em risco para construir foguetes que tornaram possíveis as viagens espaciais comerciais – em 2020, a SpaceX fez o primeiro lançamento tripulado de uma empresa privada e agora ele quer colonizar o planeta Marte. Para Elon Musk, o impossível não existe e o começo do sucesso está em acreditar fervorosamente nas suas visões.

Eis a reflexão que quero deixar para você entrar no novo ano que chega esta semana: O sucesso da inovação começa dentro de cada um de nós, em alimentar um sonho e acreditar que a sua realização é possível, mesmo que isso nos custe um esforço sobre-humano, algum patrimônio e a pressão de fracassos no caminho.

Não se trata de fabricar carros ou foguetes, você pode começar com o que tem à mão, talvez no seu pequeno negócio. Que tal desenvolver uma nova forma de atender clientes em linha com as diretrizes sanitárias de isolamento social? Como reposicionar o seu produto para ganhar um novo nicho de mercado? Qual solução de baixo custo você pode criar para evitar a constante troca de colaboradores?

A pandemia do novo coronavírus desafiou a humanidade em 2020 e continuará exigindo novas soluções em 2021. Pois eu digo: Aceite o desafio! Comece o ano dando o primeiro passo, confie em você e na sua visão. Talvez daqui um tempo você se lembre deste texto quando a sua empresa estiver na bolsa de valores. Ou quando você estiver em Marte, junto com Elon Musk.

*Jornalista, empreendedor e especialista em inovação.

E-mail: dandrade.wladimir@gmail.com

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.